A busca de uma carreira sustentável

opções-escolhas-carreira-profissional

 

Tem sido comum a entrada de um tipo peculiar de mensagem em minha caixa postal. São e-mails vindos de profissionais de todas as idades, buscando esclarecimentos e orientações sobre suas opções de carreira.

Às vezes, uma movimentação para uma nova área de atuação, uma abordagem distinta da mesma área. Em outras, os eventuais riscos de uma mudança de empresa, dicas sobre um curso específico, opções entre as diversas escolas do mercado. Enfim, muita gente tem urgência em descobrir o melhor caminho para construção de um futuro profissional mais sustentável.

Nesses casos, talvez a pergunta básica seja traduzida pela busca do caminho das pedras para a maximização entre as dimensões: competitividade, retorno financeiro, ambiente organizacional e autorrealização.

E, como dar uma resposta honesta, viável e que agregue algum valor? Quem sabe, não seja melhor começar com algumas perguntas provocativas, ao invés de simplesmente respondê-las?

A primeira delas seria: já existe uma visão de médio ou longo prazo? Será que meu interlocutor consegue projetar-se e visualizar sua própria imagem daqui a cinco anos? Se, cinco é muito longe, daqui a dois anos? Trata-se de um exercício básico, pois a direção a seguir dependerá dessa capacidade.

Para os que não conseguem, é melhor parar, refletir um pouco sobre o presente, buscar compreender melhor suas características, competências, e pontos a melhorar. Avaliar onde suas habilidades são seguidas de resultados, e em que áreas de atuação há reconhecimento dos mesmos por terceiros. Afinal, competência é um conhecimento que se transformou em habilidade, e que teve atitude para se transformar num comportamento reconhecido e observado.

Aqueles que conseguem identificar suas próprias virtudes e suas competências, já andaram a metade do caminho. E então, o exercício da visão pode ser retomado.
Tente ver a própria imagem fazendo aquilo que sua visão projeta. Suas roupas, seus movimentos, seus instrumentos, sua logística, e como é visto pelos outros. Quando essa imagem estiver bem clara em sua mente, é hora de apertar o botão e registrar essa fotografia instantânea. Com ela em mente, poderá ser iniciado um longo e consistente projeto, com todas as suas fases, que certamente o transformará naquilo que você quer ser no futuro.

Vamos apostar nisso?

 

Voltar ao blog